Home / Super Curioso / Polícia acha oito corpos de bebês em um prédio na Alemanha

Polícia acha oito corpos de bebês em um prédio na Alemanha


A polícia alemã anunciou nesta sexta-feira que encontrou em Wallenfels, uma pequena cidade da Baviera (sul), os restos de oito bebês em um apartamento cuja ex-residente, uma mulher de 45 anos, é procurada.

Após a descoberta de sete corpos na quinta-feira, a polícia anunciou que encontrou um oitavo cadáver nesta sexta no mesmo apartamento.

“Durante as investigações, os policiais encontraram mais um corpo de um recém-nascido. Assim como os outros sete outros bebês, o corpo estava envolvido em um pano e sacos plástico”, indicou a polícia.

“Por volta das 16h00 de quinta-feira, um morador de Wallenfels encontrou o cadáver de um bebê e chamou os serviços de emergência. Chamada ao local, a polícia encontrou em um quarto vários corpos de bebês.

A ex-moradora, uma mulher de 45 anos, é procurada para ser interrogada.

O porta-voz da polícia da Baviera, Jürgen Stadter, afirmou ao canal de notícias N24, que ainda não foi estabelecido se essa mulher era a mãe dos bebês.

Outras buscas e interrogatórios devem ocorrer ao longo do dia e médicos legistas vão analisar os corpos para determinar a data e causas das mortes. O processo poderá levar tempo, em razão do estado avançado de decomposição de alguns corpos.

“Não haverá resultados antes do início da próxima semana”, indicaram a polícia e a procuradoria.

Fotos do local da descoberta macabra mostram um pequeno prédio de dois andares. Foi no segundo andar que os corpos foram descobertos. Nas janelas, é possível ver decorações infantis: borboletas, ursinhos e um gnomo de jardim.

Gestações escondidas

Segundo o site do popular jornal Bild, citando vizinhos, a pessoa procurada teria escondido várias gestações.

Vendedora em um quiosque, ela teria vivido 18 anos no apartamento com o marido e três filhos.

“Ela disse uma vez que sofreu quatro abortos”, declarou ao Bild uma testemunha não identificado.

Segundo o jornal, mulher foi descrita por vizinhos como amável ​​e simpática, e que se mostrava amorosa com seus filhos.

Sem citar fontes, o Bild também afirma que ela saiu de casa em setembro depois de uma discussão com o marido. Além disso, teria dito ao marido, em um momento de embriaguez, que havia escondido corpos de crianças no apartamento.

A Alemanha experimentou vários casos de homicídios múltiplos de bebês por suas mães nos últimos anos, mas nunca nessa escala.

Em outubro de 2013, também na Baviera, dois corpos de bebês foram descobertos durante uma construção. O inquérito revelou que eles nasceram na década de 1980, mas a sua mãe não foi presa, uma vez que o crime de homicídio já havia prescrito.

Em 2011, uma mulher alemã admitiu estar por trás da morte de sua filha e de seus dois filhos em setembro de 2004, junho de 2006 e março de 2009.

Inicialmente, os óbitos foram classificados como “morte súbita”, mas a polícia abriu uma investigação após o terceiro caso.

Em 2000, uma alemã de 28 anos foi condenada em Chemnitz (leste) a 13 anos e meio de prisão por matar três de seus recém-nascidos e por congelar seus corpos.