Home / Curiosidades do Universo / Como Albert Einstein provou a teoria da relatividade

Como Albert Einstein provou a teoria da relatividade


A teoria da relatividade foi publicada por Albert Einstein no ano de 1915. Para estabelecer essa teoria, o cientista tirou como base a ideia da gravidade e aspectos como a deformação da massa no espaço-tempo.

Segundo Einstein, um objeto leve que passe perto de um objeto pesado faz uma trajetória levemente curva. Isso significa que a massa pode relativizar o tempo, ou seja, pode fazer com que ele se torne mais longo ou mais curto.

Na Teoria da Relatividade, Einstein também avaliou as leis da Física com referenciais inerciais e acelerados, criando uma nova tese sobre a gravitação. Para provar sua teoria da relatividade, o cientista deixou de lado o conhecimento newtoniano de força e lançou um novo conceito de noção de espaço curvo.

Einstein acreditava que os corpos faziam uma curvatura no espaço, sendo que quanto maior a massa do corpo, maior seria a curvatura. A confirmação dessa teoria aconteceu em 19 de maio de 1919, durante um eclipse solar. Nesse dia, fotos de estrelas foram feitas durante o dia. Ao comparar a posição obtida da estrela (posição aparente) com a posição onde ela deveria estar, seria possível dimensionar desvios no raio de luz. A observação do eclipse foi realizada na cidade de Sobral, no Ceará, e na Ilha de Príncipe, na África Ocidental.

Deformação espaço-tempo

Com esse episódio, Einstein pronunciou a seguinte frase: “O problema concebido por meu cérebro foi resolvido pelo luminoso céu do Brasil”.

Entenda melhor:

Mais recentemente, pesquisadores internacionais analisaram cerca de 70 mil galáxias localizadas a uma distância de até 3,5 bilhões de anos-luz da Terra. Pela quantidade de luz que uma galáxia recebia da outra através da força gravitacional, os cientistas avaliaram que a teoria de Einstein é verdadeiramente consistente.





One comment

  1. Alberto Carvalhal Campos

    Não foi a gravidade que desviou a luz e sim a densidade. O fóton não tem massa. A heliosfera do sol é muito densa. Tem uma quantidade muito grande de matérias sendo ejetadas de sua superfície. Um fortíssimo campo magnético e o magnetismo influi no fóton. Sabemos hoje, que o fóton tem magnetismo. A luz do sol é vista no horizonte, antes que tenha atingido o ponto certo para ser visível. Isto é motivado pela densidade da atmosfera da terra. Altera também o tamanho deste astro. Não devemos aceitar as coisas sem raciocinar. A luz sofre desvio ao atravessar um ambiente com densidade diferente. Veja um lápis com sua metade entro d´água. Parece quebrado. e não foi a gravidade que fez isso.

Deixe uma resposta